World Tour Live - Taylor Swift

0
COM

Olá pessoal!
Resolvi trazer para vocês essa novidade! Teremos agora uma resenha sobre tours e shows realizados pelos mais variados artistas. Apresentarei várias categorias para serem avaliadas detalhadamente, recebendo assim, uma nota variando de 0 a 5. E para começarmos essa nova jornada com bastante emoção, trago aqui uma resenha sobre o Speak Now World Tour Live, realizado pela ilustre cantora country, Taylor Swift. Ela mesma, a grande homenageada este ano pela Billboard, com o prêmio de Mulher do Ano. Confiram agora como foi este show.
♥♥♥♥

Canções: Sei que sou muito suspeito para falar sobre as músicas da Taylor, sendo um de seus grandes fãs espalhados por este mundo, mas tenho que admitir que ela arrasou! A voz ao vivo ficou bem melhor de quando é gravada em um estúdio. Taylor realmente deu vida às suas canções, divertindo, emocionando e surpreendendo os fãs. Além de misturar algumas de suas músicas com a de outros artistas, como Jason Mraz e Train. 5/5
Performance: Já não era de se esperar que o Speak Now World Tour fizesse tanto sucesso, pois pode-se perceber através do show que tudo o que foi montado e produzido, foi feito com muito carinho e dedicação. Foram meses de preparação e ensaios, o que resultou em uma perfeita apresentação, cheia de dançarinos, figurinos aperfeiçoados e uma multidão de fãs enlouquecidos. Em minha opinião, Haunted, Speak Now e Enchanted foram as melhores apresentações da noite. 5/5
Cenário: Impecável! Esta é a palavra que pode descrever o cenário deste show. Nunca tinha visto algo assim em minha vida! Não é a toa que a Taylor Swift teve a turnê mais lucrativa dentre todas as que aconteceram no ano passado. A gigantesca escada, os sinos, a árvore iluminada no meio dos fãs... É muita perfeição!  5/5
Figurino: Não tem como falar deste show sem analisarmos o figurino, que é uma categoria que mais despertou a atenção do público. Taylor usa 9 vestidos durante toda a apresentação, e cada um é mais bonito do que o outro. Todos combinam com a letras das músicas. Desde o vestido desbotado de Mean, até o mais sedutor de Better Than Revenge. 5/5
Interação com os fãs: A todo momento, Taylor se comunica e interage com os fãs. É muito legal isso, como por exemplo nas apresentações nais lentas e tranquilas, como Last Kiss, Fearless e Drops of Jupiter. Ela expressa as suas emoções em com isso podemos ver muitos fãs chorando. A Taylor Swift realmente consegue "mexer" com os sentimentos de muitas pessoas, e isso é muito gratificante para um fã. 5/5
Palco: O imenso e iluminado palco foi um dos quesitos que mais me chamou atenção, pois nunca tinha assistido um show em que o cantor podia se movimentar tanto. Esse detalhe é importante também pelo fato de que as apresentações não ficarão tão chatas e monótonas. 5/5
Iluminação e Efeitos: Achei a iluminação perfeita! Não tinha uma lâmpada fora do seu devido lugar. tudo acontecia como em um passe de mágica. Os foguetes, a árvore iluminada, os sinos, as faíscas que soltam toda hora em Sparks Fly, os trampolins, a neve em Back to December, e muito mais. 5/5

Curiosidades: Speak Now World Tour é a segunda turnê mundial da cantora Taylor Swift, em suporte a seu terceiro álbum de estúdio, Speak Now. Sua estréia ocorreu no dia 9 de fevereiro de 2011 em Singapura, e seu fim ocorreu em 18 de março de 2012 na Nova Zelândia, e contou com participações especiais como Nicki Minaj, B.o.B, Hayley Willians, Justin Bieber, Selena Gomez, Tim McGraw e diversos artistas dos mais variados gêneros.


Confiram abaixo o clipe Sparks Fly, que em resumo, é o uma prévia do Speak Now World Tour.



Espero que tenha gostado da resenha e do clipe.
Até a próxima! =D



Cavalo de Guerra - Michael Morpurgo

0
COM

Título original: War Horse
Editora: WMF Martins Fontes
Páginas: 184
Avaliação: ♥♥♥♥
Onde comprar: SaraivaFnacRicardo Eletro

Sinopse: A História Que Inspirou o Filme de Steven Spielberg. Em 1914, com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, Joey, um belo Cavalo de pelo avermelhado e uma cruz branca na fronte, é vendido para o Exército inglês e enviado para frentes de batalha na França. Lá, o destemido Cavalo enfrenta o inimigo e vê de perto o horror das violentas batalhas. Mesmo em meio à desolação das trincheiras, a coragem e a determinação de Joey sensibilizam os soldados do front e ele consegue encontrar consolo e esperança. Seu coração, contudo, sofre com a saudade que sente do jovem Albert, que ele foi obrigado a abandonar... Será que ele nunca mais voltará a ver seu verdadeiro dono e amigo?



Como esta é a primeira resenha literária que faço, resolvi trazer para vocês um livro que batalhei muito comprá-lo, Cavalo de Guerra. Uma linda história de amizade, lealdade e coragem, escrita por Michael Morpurgo. Um autor inglês que possui em seu currículo vários poemas, criações dramatúrgicas e romances, mas sua fama veio com contos infantis. 
O livro conta a história de um cavalo chamado Joey, e o seu melhor amigo, Albert, que é um adolescente que cuida do aniamal com muito carinho e dedicação, ligados por uma grande amizade, os dois são separados pelo pai de Albert, que vende Joey para o exército do Reino Unido, para ir aos campos de batalha da Primeira Grande Guerra Mundial, e a partir daí, o cavalo vive grandes aventuras e está exposto aos diversos perigos. 
A obra é toda contada na visão do cavalo, o personagem principal. Este foi um dos elementos que mais me fascinou, além das passagens que Joey faz à medida que a guerra vai avançando. A dor, a saudade e principalmente, a esperanças não sumiram de si. O livro é um pouco dramático em algumas partes, o que  me fez chorar. Parece frescura, mas é a verdade! Quando imagino aquela cena representada no filme... Nossa! Fico até sem palavras, é doloroso. 
Nunca tive uma leitura tão tranquila como esta, pois além de ser um livro que eu desejava a um bom tempo, ele é pequeno, mas com um enredo inesquecível. Joey e Albert, realmente me conquistaram com a coragem que carregam, e o forte laço de amizade que os une. Os seus caminhos se cruzam novamente, causando grandes emoções!
Como vocês já devem ter percebido, Cavalo de Guerra foi adaptado para o cinema, e o diretor do longa não é nada mais, nada menos do que o honorável Steven Spielberg! Esse mesmo! O ganhador de vários Oscars e Globos de Ouro. O filme que possui como Jeremy Irvine representando Albert, é tão bom quanto o livro, mas possui muito mais emoção e aventura! Um espetáculo cinematográfico, que simplesmente me conquistou. Mas é claro que o Michael Morpurgo também estava ajudando Steven na direção do filme. Uma obra tão preciosa como Cavalo de Guerra, que já tornou peça teatral da Broadway, merece uma grande produção. Eu já fiz uma resenha deste filme no blog Livros e Rabiscos, do qual sou colunista. Vejam a resenha: http://www.livroserabiscos.com/2012/05/sessao-pipoca-1-cavalo-de-guerra.html

Separados pela guerra
Testados pela batalha
Ligados pela amizade

Confiram o trailer do filme:


Espero que tenham gostado da resenha, e considerem Cavalo de Guerra como uma indicação literária que tenho certeza que irão gostar.
Até a próxima!

Artista da Semana #1 - Luke Bryan

0
COM
Olá pessoal!
Para abrirmos este novo post, resolvi trazer para vocês um cantor que não é muito famoso aqui no Brasil, mas que faz grande sucesso nas paradas americanas e que já apareceu em meu Top 10 de álbuns. Ele é o Luke Bryan! Um  artista country que começou a sua carreira em meados do ano 2000, assinando um contrato com a Capitol Records, na capital da música country, Nashville. A cidade onde grandes artistas como Carrie Underwood, Miranda Lambert e a incrível Taylor Swift começaram as suas carreiras. 
Luke já produziu três álbuns, I'll Stay Me e Doing' My Thing, que não tive a oportunidade de ouvi-los por completo. Mas não para por aí. Bryan também possui 4 EPs, nomeados Spring Break. Mas pretendo focar no terceiro álbum de estúdio, Tailgates & Tanlines, que fora lançado em agosto do ano passado e que por incrível que pareça, fez e está fazendo muito sucesso na Billboard, a maior e respeitada parada de música que existe. Ficando em 6º lugar na Canadian Albums Chart, 2º lugar na Billboard 200 e permanecendo várias semanas no 1º posição da Billboard Country Albums.
Bryan co-escreveu oito das treze faixas do álbum, incluindo o seu primeiro single, Country Girl (Shake It for Me), a primeira música do Luke que ouvi, e foi totalmente viciante! Não parei de ouvi-la nem por um minuto, então resolvi baixar o restante das faixas, e fiquei enlouquecido, pois nunca pensei que irai gostar tanto de música country. O mais interessante é que eu não me canso de nenhuma delas. Isso nunca tinha acontecido antes. Um exemplo são os álbuns Speak Now e Blown Away, que possuem músicas que me agradam e também umas duas ou três que considero enjoadinhas, e mal mal as escuto. Não existe a expressão "a melhor" em Tailgates & Tanlines, porque todas as faixas são perfeitas. 
Um recente prêmio que ele ganhou foi o de Clipe Masculino do Ano, por I Don't Want This Night to End, no CMT Awards, e está sendo indicado no Teen Choice Awards 2012 como Artista Country Masculino. Estou na torcida para que ele ganhe este prêmio.
Não posso me esquecer de dizer que os seus álbuns foram certificados com Ouro e Platina, e seus singles estão se tornando cada vez mais reconhecidos, o que abre portas para a indústria country se expandir em todo o mundo. Pode-se dizer que ele está no caminho certo.
Confira abaixo, os discos produzidos por Luke Bryan:


Caso vocês queiram ouvir Tailgates & Tanlines, basta visitar o site da Billboard, onde encontrarão todas as faixas disponíveis, e também tudo o que acontece no mundo da música, e quem está fazendo o maior sucesso com suas canções. 

Assistam abaixo, o clipe I Don't Want This Night To End, que na minha opinião é o melhor!


Espero que tenham gostado da resenha!
Até a próxima! =D
                                      

Novidades

2
COM
Oi pessoal!
Estou aqui para trazer a vocês algumas novidades, pois estou andando muito ocupado esses dias e achei que devia dar algum sinal de vida! Primeiramente, tenho o orgulho de anunciar que a nova coluna do blog irá se chamar "Artista da Semana", que tentarei postá-lo aos domingos. Esta coluna irá falar sobre cantores e autores. Resumindo, o que esta pessoa fez de tão importante para que suas obras conquistassem a sociedade.
A segunda novidade será a resenha de shows "World Tour Live", realizados pelos artistas internacionais, também pelo fato de que não sou fã de música nacional, mas não tenho nada contra! Irei analisar aspectos que estas performances oferecem, como figurino, coreografia, cenário, interação com os fãs, e muitos outros detalhes. Não posso falar tudo agora!
Teremos também resenhas literárias e quem sabe algumas parcerias com outros blogs. Haverá possíveis alterações no layout e no link do Palavras ao Vento, estou pensando em modificar um pouco a imagem do blog. Contarei com a ajuda de alguns amigos blogueiros para que estas mudanças aconteçam. Espero que dê tudo certo.
Então não se esqueçam! Amanhã tem novo post, a estreia de "Artista da Semana"!
Até a próxima! =D

Comprei!

2
COM
Oi pessoal!
Hoje chegou o meu livro "Um Mundo Brilhante", estou bastante ansioso para começar esta leitura, mas por enquanto não estou tendo tempo para ler nada, a sorte é que falta somente uma semana para as minhas férias, e a partir daí, continuarei lendo e resenhando. Aguardem, pois novidades estão para chegar! Também quero falar sobre o maravilhoso livro que eu encontrei navegando pelo Skoob, ele se chama Starters, e só pela capa e a sinopse fiquei  ansioso para comprá-lo. O seu lançamento está previsto para o dia 27/07, e não aguento mais esperar por este dia. Nunca pensei que ficaria tão fascinado por um livro, e se quiserem saber mais sobre ele, visitem o site da editora Novo Conceito: 




























Até a próxima! =D